Apresentando: Herself Calcinhas Absorventes

herself

Um dos maiores desafios nessa vida de mudança de consumo tem sido diminuir a minha produção de lixo. Tem muita gente falando sobre o tema, mas aplicar no nosso dia a dia é a maior dificuldade. No meio desse caminho conheci as meninas da Herself, apaixonei e agora estou aqui para dividir essa experiência com vocês. 

Nasce a Herself

Tive o prazer de bater um papo super legal com a Raíssa, idealizadora da marca, que me contou sobre como surgiu a Herself, seus ideais e objetivos com a marca.

O lixo sempre incomodou as meninas, e desde o começo do projeto pensavam em soluções para deixar essa nossa luta contra ele mais justa e real. Foi quando uniram essa vontade de fazer diferente com a insatisfação em relação aos protetores menstruais comerciais que tudo ficou mais claro, vamos escutar as mulheres!

A partir daí foi isso que aconteceu, desde o começo as meninas procuraram entender as dificuldades e a insatisfação de outras mulheres. E depois de muitos questionários e testes o primeiro protótipo estava concluído.

Ah, a preocupação com matéria prima, valorização do regional e produção justa estiveram com a marca desde o comecinho e é por esse motivo que estou aqui hoje contando essa história para vocês.

Catarse

Depois da ideia elaborada, as meninas da Herself buscaram financiamento via Catarse para financiar o projeto e tirar do papel. Isso fez com que muitas outras mulheres fizessem parte e é claro que isso deixa tudo ainda mais lindo, não é?

Mulheres trabalhando para e com mulheres!

Como funciona uma calcinha absorvente? 

É muito simples, você deixa para lá todos aqueles absorventes descartáveis que vão direto para o aterro sanitário e passa a usar uma linda calcinha que absorve a menstruação mas deixa um tecido sequinho em contato com a nossa pele. Mágica? Não, tecnologia.

As meninas da Herself se preocuparam em investir em matéria prima brasileira (yes!), mas com a tecnologia necessária para fazer tudo acontecer perfeitamente.

Atualmente existem 3 tamanhos, que estão relacionados também com a absorção da calcinha. herself

Eu tive o prazer de experimentar a Frida e adorei, mas já estou de olho em uma Ceci para revezar.

Sobre adaptação e dificuldade 

Vamos começar com um esclarecimento, já que me perguntaram muito isso quando falei da calcinha no insta (já segue a gente?). Pensando em meio ambiente/ sustentabilidade, tanto as calcinhas menstruais quanto os coletores são opções incríveis, mas eu, Valentine, nunca gostei de absorvente interno então tinha muito medo de comprar um coletor e nunca usar sabe? Quando descobri essa opção achei que iria me encontrar.

Não me enganei, foi amor a primeira usada. A calcinha é tudo que eu esperava e mais. A promessa é de 12h de uso sem riscos. Não cheguei a ficar todo esse tempo mas entre 6-8h me senti totalmente segura.

Minha maior dificuldade? Acho que a calcinha demora um pouco para secar (provavelmente por todo tecido absorvente nela), então é bem importante ter mais de uma para revezar sem problemas, beleza?

NOVIDADE! 

E agora está rolando uma novidade top lá no Catarse da marca. São os primeiros biquínis absorventes do Brasil. Sensacional, né? Quer saber mais? Clica nesse link, tenho  certeza que você vai adorar!

É isso, pessoal!

Você sabe quem faz suas calcinhas?

Eu sei e são essas mulheres maravilhosas e inovadoras: Raíssa, Camila e toda a equipe.

Obrigada, meninas! 

Você também pode gostar de

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *