Casamento Slow: A decor dos sonhos

Se você está aqui e curte o tema casamento, provavelmente já leu nosso post sobre o Vestido de Noiva, não leu não? Então clica nesse link que você vai direto para lá.

 

Nessa série de posts quero mostrar alternativas para um casamento “slow”, que apresentou conceitos de consumo consciente e sustentabilidade e não ficou devendo para nenhum outro casamento por aí. Hoje é dia de contar alguns detalhes sobre a decoração do casamento = decor dos sonhos!

Os Responsáveis

Tivemos muitos amigos envolvidos nesse projeto, desde os amigos queridos que guardaram seus potinhos de conserva a pedido nosso, até aquelas pessoas que realmente botaram a mão na massa no dia para fazer acontecer.

Nossa decor e amiga Flávia Martinez

Basicamente, o conceito da decoração foi desenvolvido por mim mesma, minha amiga e decoradora mara Flávia Martinez (clica aqui para conhecer o trabalho dessa fera) fez com que os sonhos se tornassem realidade, minha madrinha emprestou boa parte dos móveis usados por lá e nossas mães foram fundamentais nos retoques finais como: os têxteis, acabamentos e finalizações. Até o noivo entrou na dança e no dia do casamento resolveu que era uma ótima ideia subir em uma escada gigante para prender algumas luzinhas (não façam isso em casa, ngm quer um noivo de gesso no braço no casamento).

Só de reunir todas essas pessoas especiais para fazer algo acontecer já dá todo um conceito especial para o projeto, na minha opinião. Isso porque todo mundo ali quer o seu bem mais do que qualquer coisa e vai se dedicar demais. É claro, são pessoas super talentosas e capacitadas para realizar tais tarefas. Não se pressione tanto a fazer tudo sozinha ou pedir para amigos se você não conhece ninguém com tais talentos, o negócio pode virar uma baita bagunça, isso sim.

Cerimônia

Era verão, então tínhamos uma preocupação gigante em como fazer a decoração da área da cerimônia. Flores? Com o sol murchariam, com a chuva (tinha uma grande chance) se despedaçariam. Ao mesmo tempo eu queria algo simples e bonito. Foi aí que pensamos, mas e o mar lá atrás não é o background perfeito para um casamento na praia? Foi aí que abortamos a missão arco de flores e optamos por uma mesa de apoio e o mar para nos abençoar, “apenas”. Decisão perfeita já que tivemos chuva pela manhã e sol durante a cerimônia, sei lá como estariam as flores naquela altura do campeonato.

O arroz no final da cerimônia também era um desafio para mim. Não queria jogar comida fora mas acho lindo o efeito que ele dá. Foi aí que pensei, por que não utilizar o sal grosso no lugar do arroz? Assim a ideia de mandar energia positiva para os noivos fica completa. Fizemos saquinhos personalizados e todos os padrinhos receberam um punhado. Foi sucesso, todo mundo adorou a ideia.

Reaproveitamento de materiais e cuidado com desperdício

Uma das nossas preocupações além de não gastar muito dinheiro (hahaha) era não gerar muito lixo com a decoração.

Por isso optamos por uma decoração mais simples, com poucas flores (que são jogadas fora no dia seguinte) e elementos de vidro que pedimos para nossos amigos guardarem. Potes de conserva, garrafas de vidro, até pedaço de janela participaram da decoração das nossas mesas, haha. Além da função de decorar, também tínhamos potinhos de vidro para servir o milkshake que acompanhou hambúrguer e batata durante a madrugada. Não servimos nada em descartáveis e tinha até refrigerante produzido lá em Santa Catarina mesmo (favorecendo o regional) com garrafinha de vidro retornável.

 

Almofadas e Jogo americano 

Esse detalhe foi muito especial e fez toda a diferença na decoração do casamento. A pessoa responsável por confeccionar todas as almofadas e jogos americanos em tempo recorde foi minha super sogrinha. Usamos essas peças até hoje em casa e eu amo demais ter essa recordação aqui comigo. Sim, aqui tudo se reaproveita, pessoal.

 

No fim das contas o resultado ficou completamente alinhado com as nossas vontades e tivemos um impacto significativo, não só no nosso orçamento como evitando um possível desperdício indesejado.

E aí, o que você achou? No próximo post da série vou contar algumas curiosidades das preparações e mostrar um pouco da papelaria/ presentes que foram todos idealizados e confeccionados por nós.

 

Beijos da Valen!

 

Você também pode gostar de

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *