Apresentando: Be Caos

Já vou começar apresentando essa marca sem rodeios, assim como sua idealizadora é na vida. Sim, eu preciso contar para você, caro leitor, que a Be Caos nada mais é do que o reflexo do processo de mudança/evolução de sua idealizadora, a Sabrina, traduzido em uma marca.

Complexo? Um pouco. Mas é isso mesmo! Apesar da pouca idade, a Sabrina entendeu cedo que o processo produtivo tradicional não poderia estar correto, e que as consequências disso para o mundo seriam pesadas.

Além disso, o ato de confeccionar bolsas sempre fizeram seus olhos brilharem: “Como assim, alguém pode fazer essas coisas?” E por esse motivo, ainda na faculdade começou alguns cursos na área.

“Sendo Caos”

Pouco tempo depois de aprender a costurar bolsas a Sá já estava aceitando encomendas e já tinha até o nome da empresa. O escolhido? Be Caos. A ideia era transmitir a mensagem de estar sempre em evolução, nunca estagnar, nunca se conformar. Na tradução livre da Valen é basicamente assim: nunca calmaria, sempre temporal (será que isso define, Sa?).

Em resumo: Não demorou muito para a gata largar o emprego na indústria têxtil e viajar para o Peru em busca de autoconhecimento e inspiração. No fim das contas todo esse “Caos” e inquietação são refletidos nas peças da marca.

Em constante evolução e preocupada com o meio ambiente a Sabrina encontrou um material muito interessante. Ele tem um efeito de couro, parece couro, quer ser couro, porém com 2 diferenciais importantíssimos na minha opinião:

 

1- Não tem origem animal, ou seja: Vegano!

2- Não tem derivados de petróleo, ou seja: Sustentável.

 

 

Matéria prima sustentável + Processo produtivo responsável = a fórmula do amor

 

A matéria prima escolhida pela Sa foi um couro produzido através de látex retirado das seringueiras. Que junto com seu processo produtivo apresenta as seguintes características e valores:

 

 

Eu adorei conhecer a Be Caos, porque o drama de escolher entre couro animal x derivado de petróleo já tira o meu sono há algum tempo e vocês sabem muito bem disso. A Sabrina vem para chutar o pau da barraca e acabar de vez com essa dúvida: Vamos de couro vegetal!

Lembra do post polêmico sobre a batalha dos couros? Não lembra? Clique aqui para ler. 

 

Foi um prazer para mim conhecer a história da Sabrina e da Be Caos e ser contagiada por tanta motivação e esperança de um mundo melhor.

Obrigada, Sabrina! 

 

Produção: Blumenau/SC

Site e loja virtual: www.becaos.com

Instagram: @_becaos_

  • Respeito na produção; 
  • Produção artesanal; 
  • Matéria prima ética e biodegradável;
  • Produção e valorização regional;
  • Produto vegano; 

Você também pode gostar de

4 Comentários

  1. Eu sempre soube da tua capacidade e do teu potencial, mas esse blog definitivamente está indo além de qualquer expectativa. São textos que dão gosto de ler e marcas que dão, principalmente, vontade de conhecer! Parabéns (mais uma vez) por esse projeto incrível!! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *